A gamificação não é a mesma coisa do que criar um aplicativo de jogo. Isso pode até ser uma das estratégias de gamification para atrair clientes, mas não é a única.

Gamificação ou gamification se trata apenas de uma estratégia para ATRAIR clientes, mas principalmente FIDELIZÁ-LOS. Isso é feito a partir do uso de elementos do mundo dos games em universos que não são de jogos para gerarem sensações de progresso, conquistas e recompensas. A partir disso, as pessoas têm a percepção de que evoluíram naquilo que estão fazendo e estão em um patamar acima daquele de quando começaram.

personagem de gamificação

Essa técnica pode ser usada em uma empresa com seus funcionários, em uma escola com os alunos e até mesmo no varejo (online ou em estabelecimentos físicos). Vamos focar nesse último nesse artigo.

Qualquer atividade no nosso dia a dia pode se tornar muito mais interessante e motivadora quando temos algum objetivo ou meta em vista. Até mesmo contar quantos passos você deve caminhar em um dia torna-se um desafio, por exemplo.

O conceito pode parecer um pouco abstrato e difícil de entender, mas na verdade são implementações muito simples. Você pode “gamificar” o seu negócio atribuindo pontos, mudança de níveis, recompensas, títulos, barras de progresso, etc. Enfim, qualquer tipo de recompensa que o cliente perceba que vale a pena continuar se relacionando com a marca.

barra de progresso

Barra de progresso como estratégia de gamificação

Uma das melhores formas de gamification, em relação à fidelização de clientes, é quando, além de títulos e pontos, o seu cliente consegue benefícios reais com eles, como descontos, prêmios, frete grátis, produtos, bônus, ingressos para algum evento, etc.

São formas de fazer com o que o cliente não “desista” da sua marca tão fácil, uma vez que ele conquistou a posição em que está. Ninguém gosta de abandonar processos já começados e no meio do caminho.

Essa estratégia de Gamificação não precisa ser aplicada somente no varejo. Você pode aplicar isso na sua empresa para incentivar a sua equipe. Ela pode ser empregada ainda em qualquer âmbito na sua vida, mas no comércio – principalmente eletrônico – já existem dados que mostram que é realmente eficaz.

Formas de Gamificação:

  • Feedback positivos instantâneos: essa estratégia faz as pessoas se sentirem bem sobre as recentes conquistas e motiva a continuar fazendo.
  • Insígnias: servem como marcadores de progresso de cada conquista. Vão do nível mais amador ao mais avançado. Uma boa dica é usar nomes criativos que tenham a ver com o seu negócio. Uma boa dica é sempre mostrar o que o usuário deve fazer/ter para ganhar a próxima insígnia.
  • Pontuação: funcionam como as insígnias mas de uma forma mais literal e imediata de medir o avanço. Essa é uma maneira de incentivar a competitividade entre usuários. Os pontos podem ser em forma de moedas digitais também, como usado em algumas redes sociais.
  • Ranking: através do sistema de pontuação estabelecido, cria-se um ranking dos melhores colocados, incentivando as pessoas a quererem alcançar o topo. Mas atente-se a mostrar somente os primeiros colocados (Top 3 ou Top 10, por exemplo) e não mostrar a lista inteira. Ao mostrar a colocação de todos, as pessoas que estão nas últimas posições se sentirão desmotivadas. O oposto do que se espera com a gamificação.
  • Barras de progresso: mostram em que estágio do processo o usuário está. Assim ele tem noção do quanto falta para acabar, mostrando a linha de chegada. Essa é uma boa forma de incentivo para se concluir aquilo que está sendo feito.
  • Jogos: são a essência da gamificação por excelência. Criar jogos pode ser uma boa estratégia para atrair clientes. Mas atenção: os jogos devem ser bem pensados e alinhados com a sua marca e proposta do negócio. Além disso, devem funcionar bem, sem travar ou dar algum tipo de erro que gere uma frustração para os jogadores. Afinal, experiência do usuário é fundamental.

Esses são só alguns exemplos de implementação da gamificação, mas as possibilidades são infinitas. O principal ponto para se ter em mente dessa estratégia é usar táticas motivacionais e que instiguem o espírito competitivo dos clientes. Assim, eles ficam mais instigados a continuarem e terão sentimentos positivos associados à sua marca.