Quer entrar no mundo dos aplicativos mobile? Então primeiro você tem que entender o que é cada tipo de aplicativo (nativo, híbrido e web) e a diferença entre eles.

 

Assim como nos computadores existem sistemas operacionais (sendo o Windows e OS da Apple os mais consumidos), os celulares funcionam da mesma forma, sendo o Android (desenvolvido pela Google) e o IOS (desenvolvido pela Apple para iPhones e iPads) os líderes no mercado. Cada sistema desses tem as suas peculiaridades, funcionalidades e, principalmente, formas diferentes de se navegar pelo aparelho. Tanto o painel de configurações quanto tecla de voltar, menu, acesso a câmera, função de fechar os aplicativos, etc, são diferentes formas de navegabilidade em cada sistema. O acesso a cada um deles torna-se instintivo a cada usuário, uma vez que eles já estão familiarizados com o sistema dos seus aparelhos.

APLICATIVO NATIVO

É ai que entra em cena os aplicativos nativos. Eles são desenvolvidos para cada um desses sistemas, usando suas linguagens específicas para que o usuário navegue pelo aplicativo mais facilmente, sem encontrar “barreiras” ou procurar onde está cada função. Isso porque um aplicativo nativo é criado especialmente para o sistema operacional que é solicitado. Assim, ele está preparado para o formato de usabilidade que o usuário daquele sistema está acostumado além de diminuírem as chances do aplicativo dar “crash” (quando ele fecha sozinho). São utilizadas diferentes linguagens para o desenvolvimento do app, levando em consideração qual é melhor para cada sistema, permitindo que o usuário tenha a melhor experiência possível. Geralmente o tempo de projeto e o preço são mais elevados, pois o app será desenvolvido para mais de um sistema, sendo um processo mais complexo e que demanda profissionais mais especializados. Porém, possui melhor qualidade de interação.

APLICATIVO WEB

Ao criar um site, é possível desenvolver um layout que se adapte aos tamanhos de tela de diferentes dispositivos. Isso se chama site responsivo e garante que a experiência do usuário não seja prejudicada na mudança de visualização de um desktop para celular, por exemplo. Isso é feito para melhorar a experiência e a acessibilidade do site, mas não contempla a execução de um projeto focado nas características de interação de um app mobile.

Por esse motivo, existem os aplicativos web, que são projetados focando desde o início na aplicação em dispositivos mobile e simulam uma interatividade envolvendo as necessidades e peculiaridades desse tipo de experiência do usuário. O resultado chega perto, mas essa solução não abrange todas as funcionalidades que um app pode ter, conectividade com os outros recursos do celular, como câmera, GPS e notificações e uma experiência do usuário adequada.,

APLICATIVO HÍBRIDO

O aplicativo híbrido é uma solução que utiliza características do desenvolvimento de um app nativo e de um web app. Ele pode ser desenvolvido de várias maneiras, mas basicamente, é criado um código em HTML5 que será envolto por um “pacote” nativo. Dessa forma, não é necessário criar mais de um código, porque por meio de ferramentas e recursos, o HTML5 será lido e traduzido para diferentes linguagens aceitas nos sistemas operacionais. O desenvolvimento se torna mais fácil e por estar em um envoltório nativo, simula uma interação e experiência de uma aplicação nativa.

Essa solução se torna mais simples, impactando no preço e tempo, mas oferece certas limitações. A experiência do usuário é de qualidade intermediária, pelo fato de o projeto não aproveitar todas as particularidades e potencialidades dos sistemas operacionais.